PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

sábado, 25 de julho de 2015

25 de Julho - Dia da Mulher Negra, Latinoamericana e Caribenha



Hoje, 25 de Julho, se comemora o Dia Internacional da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha. A Data foi instituída, em 1992, durante o I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, com o objetivo de dar visibilidade e reconhecimento à presença e à luta das mulheres negras nesse continente.
Em 2014, no Brasil, foi promulgada a lei Nº 12.987, sendo criado assim o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.
Rainha Tereza foi uma rainha quilombola que viveu no século XVIII, no Vale do Guaporé, Mato Grosso, e esteve à frente do Quilombo de Quariterê, após a morte de seu companheiro, José Piolho, morto por soldados. Acredita-se que o lugar abrigava mais de 100 pessoas, com aproximadamente 79 negros e 30 índios, entre os anos de 1730 e 1770.
Existem muitas controvérsias sobre sua morte, que ocorreu após ter sido capturada por soldados em 1770 – alguns dizem que a causa foi suicídio; outros, execução ou doença. Sabe-se, no entanto que sua cabeça fora exposta no centro de Quariterê, como forma de intimidar os demais membros do quilombo, "lembrando" a todos e a todas do que acontecia com quem afrontava o sistema escravocrata.

....
Hoje o sistema não é mais escravocrata. É capitalista-meritocrata.
Por isso, nós, as mulheres negras, continuamos na mesma.
Não entendeu a relação?
Então, lembra: "não há capitalismo sem racismo". O capitalismo é um sistema contraditório cuja sobrevivência passa por tratar grupos humanos inteiros como inferiores até que, na prática, esse grupo esteja realmente inferiorizado. No nosso caso isso significa ter salários menores, estudar menos, enfrentar triplas jornadas (ou mais), sermos mortas por sermos mulheres (feminicídio) e assim por diante.
Por isso, 25 de Julho é dia de luta.


Rainha Tereza

"Teresa não era a chave
era o elo.
Deslizando no seu corpo
a gente se renascia"


Bem depois de Castro Alves
Muito depois de Bandeira
Encontrei minha Teresa
É Tereza de Benguela

Ancestral de tanta gente
(Maria Tereza é uma delas
que fez de seus versos quilombos.)
teve a cabeça exposta
morta
pra que nos lembrássemos dela...

Ai dos soldados.
Lembramos!

fontes:
http://afrokut.com.br/profiles/blogs/dia-nacional-de-tereza-de-benguela-e-da-mulher-negra

http://www.vivafavela.com.br/component/blogfactory/post/230/tereza-de-benguela-uma-heroina-negra


Promulgada a :LEI Nº 12.987, DE 2 DE JUNHO DE 2014
Dispõe sobre a criação do Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra.
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA
Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: ...
Art. 1o É instituído o Dia Nacional de Tereza de Benguela e da Mulher Negra, a ser comemorado, anualmente, em 25 de julho.
Art. 2o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 2 de junho de 2014; 193o da Independência e 126º da República.
DILMA ROUSSEFF
Marta Suplicy
Luiza Helena de Bairros
Eleonora Menicucci de Oliveira
Ideli Salvatti

Nenhum comentário:

Postar um comentário