PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Drible da vaca na lei 10639/03



Não que eu seja especialista em futebol. Não mesmo. Mas o que eu tenho visto de drible por aí, só pra manter intacto o racismo nosso de cada dia, não tá escrito não. Mas... se estivesse, certeza que seria uma tragicomédia, baseada no humor negro e encenada pela plebe branca (branca até que se prove o contrário... Você sabe, olhando bem, no telão do replay, tudo é possível).

Pensei até mesmo em chamar o Michel Yakini, pra ver se ele me ajudava a escrever esta notinha – já que ele gosta e entende de futebol. E escreveu um livro todo com suas memórias futebolísticas (se não leu, leia. Vale a pena). Só que recorrer ao Michel levaria tempo... E até eu parar pra propor o trampo em conjunto, eu já teria engasgado – tem um bolo grudado na minha garganta e vai continuar por aqui até eu publicar este texto...

Com Yakini o texto ficava muito melhor, mas cê vai ter que desculpar a urgência...

O caso é que tenho registrado mil e uma maneiras de burlar a lei 10639/03: desde não incluir, deliberadamente, a história e cultura africana e afrobrasileira no currículo escolar, passando pela inclusão “exclusiva” (aquela que só mostra a gente escravizado, não conta que construímos este país) e, por fim, o famoso drible da vaca.



Trata-se daquela situação em que a pessoa (vamos dizer assim, de forma genérica) percebe o racismo dentro e fora da escola, faz cursos maravilhosos para compreender e combater essa praga, mas na hora H, na hora em que o bicho pega, sabe? Ela joga a bola prum lado e vai pelo outro, avança e pega a pelota de volta... Aquela hora em que é necessário abrir mão dos privilégios ilícitos e seculares da sua branquitude, a pessoa saca Monteiro Lobato e dá-lhe no lombo da molecada e de quem mais se meter pela frente.

O drible é perfeito, veja só: o próprio Ministério da Educação escolheu e comprou o acervo. Quem somos nós para dizer que não serve? Quem somos nós para evitar que as crianças de nossas escolas tenham contato com um autor que, se estivesse vivo (e certamente ele se revira, continuamente, em seu túmulo), quereria vê-las todas mortas? Essa negrada que impede o desenvolvimento do país?!

Acontece que esse jogo inda não acabou. E se sabem dar dribles de vaca... nós sabemos muito bem como fazê-la ir pro brejo... 

Mas nóis também sabe driblar. Depois que tomar um chapéu, não adianta reclamar com o juíz.
O que acontece no campo, fica no campo.


Por favor, assine a nossa petição:

CLIQUE AQUI Monteiro Lobato: por que não?


Nenhum comentário:

Postar um comentário