PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Prefeitinho branco, prefeitinho cinza.

Caro senhor prefeitinho,

                                  a cidade de São Paulo anda cada vez mais cinza, graças à sua sem-gracisse de querer ficar enxugando gelo, apagando assinaturas, tags e retratos puros do caos que o sinhozinho preside.

Caríssimo senhor prefeitinho, o pixo no muro recria o intangível talento do povo preto, pobre, oprimido, em causar a angústia – efeito colateral do seu sistema branco e cinza. Liga?

Então, faz o seguinte, aceita meu conselho humilde: deixa o graffitti rolar… e o pixo… preocupe-se com ameaças mais garantidas de se resolver, como desfazer a imagem ruim que o sinhozinho deixou quando chamou seu eleitorado de idiota (não são idiotas… vocês é que são bons em marketing, caramba! Para de falsa modéstia!).

Prometo, senhor prefeitinho, que se a cidade mantiver seu colorido, ninguém mais vai grafitar pé-de-pato, nem @monstrobobinho. A partir de agora é só Black Panters, Cangaço Urbano e Feminismo.

Prometo ainda que pararemos de chamá-lo de prefeitinho cinza (eu sei que o senhor prefere o branco).

Tamo combinado, senhor prefeitinho?

Nenhum comentário:

Postar um comentário