PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Prefeitinho branco de leite em pó


Caro senhor prefeitinho,


Sabe a história da branca de neve, não é? “Claro” que sabe. Rapunzel e o kibungo eram histórias impensáveis pra você na sua infância de família abastada.

Prefeitinho, prefeitinho… sabe a bruxa malvada que leva a maçã à princesa protegida por seus sete homenzinhos de confiança? Então. Essa bruxa somos nós, pais e famílias cujos filhos e filhas estudam na rede pública. Sou eu, mãe de três meninas que recebiam leite em pó em casa e nunca mais vão receber porque você dormiu bem naquele ponto onde o povo se esgota de esperar o ônibus e o desgraçado não vem.

Quem disse ao senhor, prefeitinho branco de leite em pó, que pode retirar um direito das mães e pais de família sem sequer nos consultar?

Sabe, prefeitinho branco, nós pagamos por esse leite. Ele não nos é dado de graça. Não é caridade do seu governo.

Então, se quiser destinar nosso dinheiro a outra coisa, faça o mínimo: pergunte onde queremos investi-lo. Vai que a gente escolhe um vale-frutas e legumes e carne – coisa rara na nossa mesa. Ou, o que é mais provável, vai que a gente escolhe que você tire dinheiro de famílias ricas como a sua para devolver aos mais pobres do país.

Nós, trabalhadores e trabalhadoras de nossa cidade, queremos o leite de nossas crianças de volta.

Devolva, ou aprenda, finalmente a lidar com bruxas e maçãs envenenadas. Não as do conto de fada...as malvadas que fazem greve, piquete, contrapropaganda e passeata.

Seus homenzinhos vão surtar de raiva quando te verem na lona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário