PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Pixo no muro do caos



O mundo que dói
Que se reconstroi
Que puxa a cadeira pra gente cair em silêncio.
De costas num tapete sem enfeite
Sem um pingo
De magia ou empolgação.

O poema que se desconstrói
Nos nós
Das costas
Do mendigo
Assume o silêncio
Aos gritos
Comando marítimo
Baixado no ritmo
Do suor sem pão


Do soluço. Oculto
Debaixo do vulto
Há calma e Pernambuco
Relógios caducos.
Maciez e indagação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário