PORQUE NÓIS NUM TÁ AQUI PRA SER LEGAL

sábado, 13 de dezembro de 2014

Soldado Sebastião



É tarde, muito tarde.
Na boca da noite
madrugada come
solta
seu guisado de formiga e de farinha.
Soldado Tião tem as chaves
e lidera sua tropa sem elite.

Soldado Tião e seu molho de chaves
Soldado Tião e seu quepe e uniforme
Soldado Tião e inda mais seu revólver.

- Desce o beco não, Tião.
Zé Povo tilinta na entrada.
- Quem mora aqui é teu pai,
tua mãe, tua prole
e o teu coleguinha de escola
e tua tia e teus irmão.

- Desce o beco não, Tião.
Outra voz ameaça e implora:
- Teus sobrinho tão dormindo
tuas tias já fizeram
o café. Teu tio Zé
já saiu pra trabalhar
e as irmãzinha tudo em casa
da patroa,
limpando o mundo
lavando a roupa
suja
preparando os melhores
almoços.

Mas Sebastião não sabe
que a noite se põe toda tarde
só pro nosso povo sonhar
e que às vezes é pesadelo
o tiro no espelho
acerta é o seu peito
perfura o silêncio
e acorda a manhã.

Mas ele não escutou.

E então desceu o beco
no fundo mais fundo sem jeito
para nunca mais voltar
Ficou lá estatelado
na porta da frente do barraco
do desesperado irmão
com a arma e as chaves na mão.

- Desce o beco não, Tião.









Baixe o livro completo em Edições Me Parió Revolução

Nenhum comentário:

Postar um comentário